Log-in:
(?)
> > > 5 Opções de Buffet Saudável para Casamento

5 Opções de Buffet Saudável para Casamento

Sua Avaliação: (?)
5
Votos: 1
Pontos: 5

Cardápios para a recepção que promovem saúde e bem estar dos convidados

O Guia separou 5 opções para que os noivos possam compor um buffet saudável para casamento, seja para controlar o peso ou para beneficiar aqueles convidados que têm restrições alimentares

Buquê e decoração devem combinar?Com a ideia de encontrarem uma opção de buffet saudável para casamento, muitos noivos se deparam com termos e cardápios que nem sempre representam exatamente o que desejam: pratos leves e saborosos, que não obriguem seus convidados a fugirem (muito) da dieta no Grande Dia. Por isso, para não cair em armadilhas, é importante analisar bem o menu e escolher as comidas de acordo com o objetivo, seja apresentar uma gastronomia mais light para todos ou apenas incluir no evento pessoas que têm alguma restrição alimentar. O segredo é diversificar o cardápio. Confira abaixo os tipos de buffets saudáveis mais comuns nas recepções:

1. Buffet orgânico

Alimentos orgânicos são aqueles cultivados da forma mais natural possível, sem o uso de produtos químicos como agrotóxicos, pesticidas e fertilizantes sintéticos, bem como sem manipulações genéticas, feitas em laboratório, que resultam nos chamados produtos transgênicos. A preferência por alimentos orgânicos está crescendo nos buffets de casamento, tanto pela preocupação dos noivos em oferecer aos convidados produtos mais saudáveis, como para incentivar a produção e consumo desse tipo de refeição. Optar pelo buffet orgânico é uma boa dica para quem pretende organizar um casamento ecologicamente correto, mas não se aplica, necessariamente, a quem deseja controlar as calorias do menu!

2. Buffets light e diet

Na busca por uma vida saudável e um corpo em forma, muitas pessoas têm adotado alimentação light e diet no dia a dia. Oferecer esse tipo de alimento no buffet do casamento também pode ser uma boa ideia, mas é importante saber a diferença entre os dois: alimentos diet normalmente são indicados para pessoas que, por problemas de saúde, possuem alguma restrição a substâncias como o açúcar (diabéticos) ou sódio (hipertensos). Porém, nem sempre são indicados para quem quer emagrecer ou não quer ganhar peso. Já os alimentos light são aqueles que têm valor energético (calorias) ou nutricional reduzidos (sal, açúcar, gordura), portanto, mais indicados para quem está de olho na balança.

3. Buffet vegetariano

Buffets vegetarianos também estão em alta nos casamentos. Existem vários “níveis” de vegetarianismo. O mais rigoroso, além de carnes vermelhas e brancas, exclue laticínios e ovos das receitas e se baseia no consumo apenas de vegetais, cereais, grãos e frutas. Mas quem conhece, sabe que existe um vasto, surpreendente e saboroso cardápio baseado em vegetais que pode ser oferecido em uma recepção. Mas, se seu menu pretende ser exclusivamente vegetariano, convém informar isso aos convidados com antecedência. Detalhe: não confundir vegetariano com vegano. O Veganismo é um estilo de vida que luta pelo direito dos bichos e rejeita todos os produtos de origem animal, não só alimentos, mas também roupas, produtos de higiene e beleza, etc.

4. Buffet sem glúten e sem lactose

O glúten é uma proteína vegetal encontrada no trigo, cevada, centeio ou aveia. Pessoas com doença celíaca são hipersensíveis ao glúten e têm sérios problemas digestivos ao comer algo que contenha esses ingredientes. Já a lactose é o açúcar que existe no leite e derivados. Muitas pessoas têm alergia ou intolerância à lactose. O buffet do casamento não precisa ser 100% "gluten free" (sem glúten) ou “lactose free”, pois isso poderia tornar o cardápio muito limitado para um evento desse porte. Mas é aconselhável oferecer opções que sejam livres dessas duas substâncias para convidados que tenham tais restrições alimentares.

5. Buffet japonês

Mesmo sem descendência oriental, muitos casais brasileiros têm optado por um buffet de casamento baseado em comidas japonesas típicas, como sushis, sashimis e temakis, para torná-lo mais leve e saudável. Porém duas coisas devem ser destacadas aqui: a primeira é a importância de haver opções que fujam dos tradicionais rolinhos de arroz e peixes crus, pois nem todos são adeptos desse tipo de iguaria. O segundo ponto é que a culinária japonesa vai muito além dessas opções. Na verdade, existem diversas receitas de pratos quentes, feitos inclusive com carne bovina, de aves, porco, peixes e frutos do mar, sejam grelhados, cozidos, assados ou fritos (como os famosos sukiyakis e tempurás), além das massas (lamen, sobá, udon, etc.), saladas, sopas e doces. São receitas provenientes de várias regiões do Japão, nem sempre tão “magras” assim. Vale a pena explorar!

Guia de Casamento

© Todos os direitos reservados

Compartilhar:
Multicotação
Publicidade


Compartilhe: