Log-in:
(?)
> > > 10 Dicas para Incluir Animais no Casamento

10 Dicas para Incluir Animais no Casamento

Sua Avaliação: (?)
5
Votos: 0
Pontos: 0

Veja como incluir seu bichinho de estimação na cerimônia

O Guia separou 10 dicas básicas para os noivos que desejam realizar uma celebração diferente, seguindo a tendência de ter seus animais de estimação na cerimônia do casamento. Confira

Bichinho de estimação no casamentoOs animais de estimação fazem parte da vida de muitas pessoas. Cachorros e gatos de várias raças e tamanhos, papagaios, tartarugas, além de aves, roedores e até cobras. E se eles estão no nosso cotidiano, por que não poderiam participar do dia mais importante das nossas vidas? Pensando nisso, o Guia separou 10 dicas para os noivos que desejam realizar uma celebração diferente, seguindo a tendência de ter animais na cerimônia do casamento. Confira:

  1. O animal precisa ser sociável, gostar de ficar entre as pessoas, mesmo estranhas, para participar desse tipo de evento. Muitos bichinhos ficam tímidos ou assustados nessas situações.
  2. Perguntar se local aceita a entrada de animais. Em especial para casamento em igreja, capela ou templo. Mesmo no sítio ou praia é importante fazer essa verificação para evitar problemas no Grande Dia.
  3. Conferir se pessoas envolvidas na cerimônia são alérgicas a animais. Fale com o celebrante, padrinhos e madrinhas, pajens e daminhas, pais e mães, etc. Em especial aqueles que vão chegar perto do bichinho.
  4. Veja também se alguém tem fobia (medo extremo) da espécie, principalmente os que irão se aproximar ou tocar no bicho. Muita gente sofre de fobia e até entra em pânico com animais domésticos.
  5. Escolha com antecedência um ou dois convidados mais próximos que ficarão como cuidadores do seu pet. Precisa ser alguém que ele não estranhe e que se disponha a fazer o serviço com prazer, inclusive ter que levar o bichinho para casa antes do fim do evento, caso ele se estresse ou se assuste com o movimento.
  6. É bom que o animal conheça o local da cerimônia com antecedência para não estranhar no dia (em especial cães e gatos). Leve o bichinho ao local, passeie um pouco com ele, dê um tempo e veja como ele reage.
  7. Defina o papel do animal na cerimônia e treine-o bem, inclusive com a música que será executada na hora. Se necessário, peça ajuda de um adestrador profissional, como nos casos de cães que levam alianças.
  8. Se ele for usar roupinha ou acessório especial (chapéu, gravata, plaquinha....) é bom que ele experimente tudo antes para se sentir à vontade no dia. Não esqueça de peças reserva, para o caso de imprevistos.
  9. Não dependa exclusivamente do bichinho. Tenha um plano B, caso no dia o pet não esteja “disposto” a colaborar. Por exemplo: se ele estiver escalado para levar as alianças e na hora não conseguir, uma criança que ensaiou antes poderá substituí-lo.
  10. Determine e comunique se o seu pet deverá ser o único bichinho permitido no casamento ou se os convidados também poderão trazer seus animais de estimação. Nesse caso, todo o cerimonial deverá estar preparado para receber os bichos também (comidas, espaço, etc.).

Guia de Casamento

© Todos os direitos reservados

Compartilhar:
Multicotação
Publicidade


Compartilhe: