Log-in:
(?)

Encontre no Guia

> > > Casamento Religioso - Cerimônia Evangélica

Casamento Religioso - Cerimônia Evangélica

Sua Avaliação: (?)
5
Votos: 8
Pontos: 2.5
Para os evangélicos, o casamento não é um sacramento, mas a igreja o considera uma instituição divina, importante para formalizar a união diante da comunidade e para pedir a benção de Deus.

Quando um casal evangélico (popularmente conhecido como "protestante" ou "crente") resolve contrair matrimônio, surge a primeira pergunta: vamos casar só no civil ou precisamos de uma cerimônia religiosa para oficializar nosso casamento?

Para os evangélicos, o casamento não é um sacramento (fase obrigatória da vida do cristão), mas a igreja considera o casamento uma "instituição divina", importante para formalizar a união diante da comunidade e, principalmente, para pedir a benção de Deus para os noivos.

É por isso que hoje observamos um crescimento acentuado de casamentos declarados evangélicos. Segundo uma enquete realizada pelo Guia de Casamento em 2007, quase a metade das noivas no Brasil optaram por uma cerimônia de casamento evangélica.

O Casamento evangélico

Diferente do casamento católico, no casamento evangélico não há juramento, e sim um compromisso de amor, fidelidade e respeito mútuo. Mas as diferenças não param por ai: a cerimônia evangélica é mais informal geralmente destituída de ritos tradicionais.

Normalmente, são previstos apenas uma madrinha e um padrinho, que têm funções específicas. A ela cabe segurar o buquê da noiva, a ele, passar as alianças na hora da benção. Os pais dos noivos não costumam ficar no altar junto com os noivos. Devem sentar-se nos primeiros bancos, lado a lado, logo atrás da noiva e do noivo. O pai da noiva, depois de entregar a filha no altar, junta-se a eles.

Os noivos costumam ter uma conversa prévia com o pastor ou celebrante para se conhecerem melhor e para definirem as características do evento. Além do compromisso firmado, os noivos costumam prestar homenagens recíprocas, cantando músicas ou contanto seu testemunho de vida e a história do casal.

Pode ser realizada também uma ceia especial - comunhão - onde noivos e convidados comem pão e tomam vinho (ou suco de uva) junto com os convidados. O celebrante faz uma preleção espontânea, onde costuma falar do casal, da importância da família e da presença de Deus em todos os aspectos da vida.

Em seguida é feita uma oração em que se pede a benção de Deus na vida da nova família. Pode ser combinado também o testemunho de parentes ou amigos do casal, assim como orações improvisadas ou do "Pai Nosso", que tem poucas diferenças do que é rezado pelos católicos.

Hoje em dia, muitas cerimônias evangélicas de casamento têm incorporado elementos tradicionais do cerimonial de outras religiões, como o católico e o judaico e outros novos, do chamado "Movimento Gospel", como o cortejo da noiva, louvores com dança, etc.

Guia de Casamento

© Todos os direitos reservados

Multicotação
Publicidade


www.guiadecasamento.com.br - © 2001-2014 - Todos os direitos reservados

Realização Vega Web

Compartilhe: