Log-in:
(?)
> > > O Casamento e a Sexta-feira 13

O Casamento e a Sexta-feira 13

Sua Avaliação: (?)
5
Votos: 0
Pontos: 0

Muitos noivos ainda resistem em casar no dia 13, principalmente quando cai numa sexta-feira

Muitas pessoas consideram a sexta-feira 13 um dia de azar e, por isso, evitam marcar compromissos importantes para essa data. Casamento, então, nem pensar! Mas você sabe a origem dessa superstição?

Você marcaria seu casamento para um dia 13 se soubesse que a data cairia numa sexta? Por medo do azar ou só “por via das dúvidas”, muitos noivos evitam casar na famosa Sexta-feira 13. Tão difícil quanto explicar esse temor pela data é falar o nome dessa fobia: “parascavedecatriafobia” ou “frigatriscaidecafobia”.

Noivos dançam em casamento estilo Halloween | Foto: reproduçãoComo toda superstição, a ideia de que a data traz má sorte tem origem incerta e baseia-se em lendas e até em fatos históricos. Foi numa sexta-feira 13, em Outubro de 1307, que a Ordem dos Cavaleiros Templários foi declarada ilegal pelo rei Filipe IV de França. Por todo o país, os membros da ordem foram perseguidos, presos, torturados e executados por heresia.

Há também citações sobre a data na mitologia escandinava, onde consta que, após as tribos nórdicas se converterem ao cristianismo, Friga, antiga deusa do amor e da beleza, foi considerada bruxa e, como vingança, passou a se reunir às sextas com outras 11 bruxas e com o próprio demônio para rogarem pragas aos humanos.

O número 13, por si só, não é considerado auspicioso em muitas culturas. Uma outra lenda nórdica conta que o deus Loki teria aparecido sem ser convidado em um banquete servido a outros 12 deuses e armou a maior confusão, culminando com a morte do amado deus Balder. Na última ceia de Jesus também havia 13 pessoas. Dizem que, por isso, não é bom se convidar 13 pessoas para um jantar (você já viu alguma mesa com 13 cadeiras ou conjuntos de pratos e talheres com 13 jogos?).

Apesar de lendas e superstições fazerem parte da cultura popular da maioria dos países, muitas pessoas preferem considerar essas crenças apenas parte do folclore, não permitindo que tais ideias mudem sua forma de agir ou alterem fatos importantes da vida, como a data do casamento. Há até quem vá além e aproveite ocasiões assim para se divertir, realizando verdadeiras festas temáticas. E ai, que tal um casamento no melhor estilo Halloween?

Guia de Casamento

© Todos os direitos reservados

Compartilhar:
Multicotação
Publicidade


Compartilhe: