Discussões no Casamento Engordam Casais

Avalie esse post!

Todo casal tem momentos em que precisa fazer alguns ajustes na relação. Em geral, isso acontece na forma das famosas “DRs”. Mas será que as discussões de relação, quando se transformam em desentendimentos constantes, podem mesmo afetar a saúde dos dois e até mesmo fazê-los engordar? Segundo uma pesquisa divulgada recentemente, a resposta é Sim!

Discussoes no casamento engordam casais

Um estudo da Universidade Estadual de Ohio (EUA), apresentado no dia 20/10/2014 concluiu que homens e mulheres casados (ou que mantêm relação afetiva estável) e que costumam discutir regularmente, ganham mais peso. Além disso, as discussões no casamento provocam aumento dos níveis de insulina no sangue, o que pode levar à obesidade e problemas sérios de saúde, como aumento de colesterol no sangue, diabetes e hipertensão. Outra pesquisa da mesma universidade já havia afirmado que as mulheres engordam quando se casam e os homens quando se separam.

Discussões no casamento eram estimuladas durante a pesquisa

A pesquisa, comandada pela psicóloga Jan Kiecolt-Glaser, estudou 43 casais de várias faixas etárias e constatou que, em relações mais conflituosas, essas pessoas engordavam porque queimavam cerca de 31 calorias a menos por hora, principalmente quando tinham histórico de depressão. Os níveis de insulina no sangue delas também estavam cerca de 12% acima dos índices medidos em pessoas que mantinham relações menos hostis com seus parceiros.

Durante o estudo, os casais recebiam refeições altamente calóricas e depois eram estimulados a resolver conflitos no relacionamento, como questões financeiras, de comunicação, convívio com os sogros e outros motivos de desentendimentos, enquanto tinham o gasto calórico medido pelos pesquisadores.”[Esses resultados] não só identificam como os fatores crônicos de stress podem levar à obesidade, mas também o quão importante é tratar as doenças psicológicas.” concluiu a Dra. Kiecolt-Glaser.

Marcelo Martins

Web designer e redator

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *