Casamento de William e Kate Movimenta Economia

Economizando no Casamento - Parte II | Foto: Kriss Szkurlatowski

Recém anunciado, o casamento do príncipe William com Kate Middleton já movimenta a economia inglesa. O mercado de souvenirs largou na frente, com lembrancinhas de todos os tipos, tendo o casamento real como tema. A cadeia de supermercados Asda, por exemplo, lançou uma linha de canecas com o retrato de William e Kate e a data de anúncio do noivado.

O dia do anúncio oficial do casamento foi marcado por uma verdadeira corrida às lojas em busca de qualquer coisa que lembrasse a data. Cópias do vestido azul marinho usado por Kate na ocasião, da Issa London – loja da estilista brasileira Daniella Helayel – ?sumiram? das araras em pouco mais de 24 horas.

A Aynsley China, uma empresa tradicional de porcelanas inglesa , colocou à venda objetos como pratos, canecas e xícaras com imagens do casal. A empresa, fundada em 1775, tem a tradição de lançar conjuntos de chá para celebrar membros da realeza britânica desde o reinado da rainha Vitória em 1896.

Economizando no Casamento - Parte II | Foto: Kriss SzkurlatowskiAté mesmo o anel de noivado tem sido objeto de desejo. O anel original, em ouro branco com safira azul e diamantes, entregue por William a Kate no dia do pedido, pertenceu à princesa Diana e está avaliado em 28 mil libras (cerca de R$ 77 mil). Já é possível encontrar no comércio tanto réplicas feitas dos mesmos materiais nobres, a cerca de R$ 5 mil até versões populares, em bijuteria, feitas de materiais ?alternativos?, por R$ 5.

E isso tudo é apenas uma pequena mostra das expectativas em torno desse noivado real e da agitação que o casamento, marcado para o dia 29 de abril de 2011, irá causar não só no Reino Unido mas no mundo inteiro. Estima-se que a festa poderá durar 11 dias e, segundo empresas, custar mais de 5,8 bilhões de euros (R$ 13,4 bilhões) à economia britânica, devido inclusive ao feriado nacional decretado para a data. A família real já anunciou que arcará (apenas) com as despesas do evento em si.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *