Casamento Rastafári de Dani e Rodrigo em Boogie Oogie

O casamento dos personagens Dani (Alice Wegmann) e Rodrigo (Brenno Leone), da novela Boogie Oogie (Rede Globo) aconteceu no dia 3 de fevereiro e chamou a atenção de todos pelo estilo despojado e alegre que o jovem casal escolheu para o evento: um Casamento Rastafári.

O Rastafári é um movimento religioso, político e cultural surgido na Jamaica nos anos 1920 entre a população afro-descendente de baixa renda. Os rastas buscam resgatar os valores do continente africando, em especial do antigo reino da Etiópia, e a dignidade de seu povo. Pregam a paz e a vida natural.

Boogie Oogie: Casamento rastafári de Rodrigo e Dani

Boogie Oogie: Casamento rastafári de Rodrigo e Dani | Foto: Rede Globo – Reprodução

Dicas para Organizar um casamento rastafári como o da novela

O casamento em estilo rastafári é uma boa pedida para noivos jovens e descolados que desejam um evento informal, com poucos convidados e muita descontração. Casamentos personalizados são sempre uma ótima opção para pôr em prática o estilo “Faça Você Mesmo” (DIY, da sigla em inglês). Além de poder economizar, o evento vai ficar com a sua cara e todos poderão ajudar nos preparativos.

O casamento rastafári une os estilos praiano com um pouco de boho. O ideal é um minicasamento diurno, poucos convidados e lugar mais informal, como sítio, praia ou um jardim, como foi o caso da novela. A decoração pode ter elementos tropicais e jamaicanos, como palmeiras, mesa de frutas, arcos de flores e tecidos estampados ou listrados em verde, vermelho e amarelo. No buffet, opções alternativas: petiscos, finger foods, docinhos e salgados. Frutas, sucos naturais e coquetéis coloridos completam o cardápio, que pode ser disposto em ilhas para que os convidados se sirvam à vontade.

Casamento rastafári: buffet

Casamento rastafári: buffet Casamento rastafári: buffet Casamento rastafári: decoração


Trajes dos noivos e convidados

Noivos e convidados também podem se vestir mais à vontade. Nada de vestidos longos de festa, ternos e sapatos altos. Os padrinhos, parentes e amigos podem vir de roupas mais curtas, coloridas (destaque para os florais) e até brancas, com direito a dreads nos cabelos, boinas e outros acessórios “rasta”! O vestido da noiva também pode ser algo mais leve de fluido, mas não necessariamente temático. A Dani, por exemplo, usou um modelo alegre, branco, de georgete de seda com detalhes bordados em vermelho na parte superior do busto e das mangas vazadas. Para completar o visual, flores nos cabelos. E nos pés… nada! A noiva optou por entrar descalça mesmo.

Casamento rastafári: recepção Casamento rastafári: vestido da noiva Casamento rastafári: vestido da noiva Casamento rastafári: vestido da noiva


O importante para um casamento rastafári é que haja muita alegria e descontração, como se o evento fosse às margens do Mar do Caribe. E para garantir o clima, uma trilha sonora no melhor estilo da Jamaica, com muito reggae, ska e música pop, para todo mundo dançar e confraternizar com os noivos “numa boa”.

Fotos: Rede Globo (reprodução)

Marcelo Martins

Web designer e redator

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *