Casamento na Praia: 5 Detalhes que Pedem Atenção

Casamentos na praia são deslumbrantes. O sol, o mar e a areia proporcionam um cenário perfeito para a troca das alianças. Mas você já parou para pensar que há detalhes que pedem uma atenção maior da noiva ao realizar o seu sonho nesse local?

Casar-se em uma praia paradisíaca proporciona imediatamente um clima alegre e romântico para o Grande Dia, deixa os registros em foto e vídeo muito mais bonitos e pode ser mais despojado e intimista.  Além disso, é um plano perfeito para os casais que desejam um destination wedding, pois eles podem aproveitar um fim de semana ou toda a lua de mel no cenário de seu casamento.

Casamento na Praia: Cuidados

Porém, dizer o tão esperado “Sim” em uma praia pode ter seus riscos e, se os noivos não se planejarem, alguns fatores podem prejudicar o sonho de suas vidas! O principal risco está relacionado à imprevisibilidade da natureza, mas ainda há outros detalhes a serem considerados para que a comemoração ocorra exatamente como o casal deseja:

Burocracia do Casamento na Praia

Se você pretende se casar em uma praia pública, será preciso obter um alvará da prefeitura autorizando o enlace no local. Se o evento ocorrer fora do Brasil, em um trecho de praia de uso exclusivo de um hotel ou pousada, basta que o estabelecimento tenha permissão para o uso do espaço para eventos.

O documento vai garantir que a cerimônia seja feita sem interrupções de agentes fiscais, que têm o poder, por exemplo, de paralisar o casamento e remover toda a decoração quando não há a autorização prévia.

Para obter o alvará, o ideal é dar entrada no pedido cerca de um mês antes da data marcada. Se o casamento ocorrer na alta temporada ou em feriados, o pedido deve ser feito com uma antecedência ainda maior.

Vale lembrar que no Brasil não existem praias particulares. Todas as praias marítimas são consideradas bens da União, por força da Constituição. No caso das chamadas “ilhas particulares” o que se obtém é uma concessão federal para uso, e não a posse propriamente dita.

Mudança no tempo

Esse é o detalhe que exige mais atenção dos noivos. Afinal, praia e chuva não combinam nem quando você está apenas a passeio! Ventos muito fortes também podem atrapalhar o momento. Esses fenômenos naturais e imprevisíveis podem prejudicar a decoração, os trajes, os cabelos e as maquiagens dos noivos e dos convidados.

O excesso de calor também pode ser um problema para o Grande Dia. Além do desconforto para todos os que estão presentes, as flores podem murchar, o gelo pode derreter e muitos outros pequenos detalhes podem ser prejudicados.

Um casamento na praia deve prever uma tenda ou um espaço coberto para ser o “Plano B” caso o clima mude de uma hora para outra e para aliviar o calor dos convidados. Geralmente os fornecedores já estão acostumados a organizar casamentos ao ar livre e sabem indicar o momento certo de mudar os planos devido à previsão do tempo.

Maré alta

Os casamentos na praia podem ser, literalmente, pé na areia. Isso quer dizer que toda a decoração, os convidados, o altar da cerimônia e, muitas vezes, a própria recepção, ocorrem à beira mar.

No entanto, o evento só pode ocorrer quando a maré estiver baixa. Em dias de maré alta, o mar encobriria boa parte ou mesmo todo o espaço necessário para realizar a cerimônia.

Portanto, é imprescindível conferir a situação das marés no dia do seu casamento. Como o movimento das marés é altamente influenciado pela Lua, evite marcar a data do seu casamento quando houver lua cheia ou lua nova.

Lembre-se de que a maré começa a subir conforme o sol se põe. Por isso, os eventos na praia devem ser realizados no máximo até esse horário, caso contrário, o risco de uma invasão das águas do mar aumenta. Na dúvida, consulte moradores e empresários da região antes de acertar a data e horário do evento.

Estação do ano

A melhor época para frequentar a praia é durante a temporada de primavera-verão. Esse também é o melhor momento para desfrutar das belezas naturais do ambiente para o seu casamento.

O problema é que, durante os dias mais quentes do ano, a praia fica mais movimentada (ou até mesmo lotada). Além disso, no verão, chuvas no fim da tarde são muito frequentes. E o calor pode deixar os noivos e os convidados desconfortáveis. Pra completar, quem pretende se casar na praia durante essa estação tem um período ainda mais limitado para escolher a data perfeita.

Uma alternativa pode ser fazer o casamento durante o outono. Felizmente, no Brasil, essa estação não é tão fria durante o dia e ainda pode servir muito bem para o propósito do matrimônio. Nesse caso, que tal um casamento matutino seguido de um brunch, encerrando a festa antes do anoitecer?

Menos convidados

Se o casal tem uma família com um grande número de pessoas, em especial com muitas crianças, uma celebração na praia também pode não ser o formato ideal.

Antes de mais nada, é preciso considerar que nem todos os seus familiares e amigos têm facilidade, orçamento e disponibilidade para se deslocar até o destino escolhido. Além disso, a prefeitura da cidade pode não permitir que você use um espaço tão grande na areia para acomodar todo mundo.

O ideal para resolver todos estes problemas, é optar por um  mini wedding, que pode acomodar todos os seus convidados de forma aconchegante e íntima, evitando possíveis transtornos em um dia tão especial como este!

Tainá Fantin
Com complementos do Guia de Casamento

Marcelo Martins

Web designer e redator

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *